O que é ser assertivo?

Ser assertivo é:
a) Ter iniciativa
b) Fazer certo
c) Falar o que pensa
c) Todas as anteriores
d) Nenhuma das anteriores

Se eu pudesse juntar os leitores deste artigo em algum lugar, imagino que a pergunta iniciaria um debate interessante. Não haveria unanimidade entre as respostas e alguns defenderiam sua alternativa com toda convicção. Isso porque “assertivo” é, como se diz em coaching, uma palavra grávida, fértil de significados, que as pessoas entendem de maneiras diferentes devido às associações que se pode fazer com o sentido da palavra.

A alternativa que mais se aproxima do significado dos dicionários é falar o que pensa. Assertivo é quem tem assertividade, que por sua vez deriva do verbo assertar, que significa afirmar. Assertivo, assim, é quem afirma o que pensa ou sente, suas opiniões, suas vontades.

Para benefício dos nossos relacionamentos – particularmente no ambiente de trabalho, onde a assertividade é muito valorizada -, essa definição requer alguns complementos. Falar o que pensamos não é tudo; é preciso levar em conta como falamos.

Em meus trabalhos, utilizo a seguinte definição: assertividade é a habilidade de expressar-se de forma franca, direta, clara, serena e respeitosa. Tudo isso porque:
. se expressamos algo diferente do que realmente pensamos, seja para dissimular ou agradar quem ouve:
. se fazemos mil rodeios em vez de ir direto ao ponto;
. se nos expressamos de modo subjetivo, com meias palavras, metáforas, ironias ou entrelinhas, sem clareza na mensagem;
. se falamos de modo agressivo, sem a devida serenidade para escolher as palavras ou dosar o tom de voz;
. ou se falamos de modo desrespeitoso ou ofensivo…
… não estamos sendo assertivos!

Extremos assertividadeVejo a assertividade como um ponto de equilíbrio entre dois extremos do comportamento humano. De um lado, a agressividade de impor o que pensamos sem considerar quem ouve; de outro, a passividade de não falar o que pensamos por receio da reação de quem ouve.

Considerando que na maioria de nós a tendência é oscilar entre os extremos, a assertividade é uma habilidade a ser desenvolvida, não só para benefício dos nossos relacionamentos, mas também para o de nossa integridade como seres humanos.

Leia também sobre os quatro pilares do relacionamento interpessoal, escuta ativa  e desconstrução de palavras grávidas na liderança

Este assunto faz parte dos workshopsInteligência Emocional e efetividade profissional” e “A comunicação na liderança

About these ads

10 Respostas para “O que é ser assertivo?

  1. Regina, acredito que quem lidera não pode oscilar, o líder tem obrigação de ser claro e honesto com os colaboradores.Em situações em que a verdade pode gerar pânico, ai sim e hora do líder se calar e procurar soluções para minimizar os efeitos da crise, antes de se pronunciar.
    Adorei seu artigo, obrigada Fernanda

    • Regina Giannetti Dias Pereira

      Obrigada pelo comentário, Fernanda. Há realmente situações em que a verdade pode gerar pânico, mas acredito que nesses momentos é importante o líder ser transparente com a equipe (de forma cuidadosa) e criar uma rede de apoio para que todos possam superar a situação juntos. Abraço!

  2. Regina:
    Bom o tema da assertividade, que remeta a vários outros itens, como boa educação, paciência, calma, boa expressão oral e, principalmente ao meu ver, escuta, muita escuta. Ouvir até o silêncio, ou mesmo ouvir estrelas como diria o poeta, para que possamos também ouvir muito os outros e clarear a nossa compreensão deles e de suas ideias. O próprio dito “para bom entendedor meia palavra basta” também remete-nos a ouvir mais, e melhor, tendendo a entender mais e formar um claro e correto posicionamento do que pensamos, e do que os outros pensam. É algo como minimizar o erro de entendimento…
    Sds.
    Ney

  3. regina ribeiro rocha beranger

    Nem sempre somos assertativos.Muitas são as vezes que achamos que somos,mas como lidamos com pessoas,podemos tentar ser,mas em muitos casos não conseguimos ao menos nos fazer entender.Penso que a arte de ouvir esta é a maior assertividade,pois nos da o tempo que precisamos para refletir,repensar.Não temos uma receita de bolo,correta,perfeita,so saberemos que atingimos o objetivo depois de algum tempo,e as vezes nunca o saberemos.

    • Regina Giannetti Dias Pereira

      Ouvir é realmente essencial, Regina. Sem isso não há diálogo, há monólogo. A assertividade entra na parte do “falar” e a escuta ativa, na do “ouvir”. Anexei neste post mais links para artigos que exploram esses assuntos.

  4. Gostei muito do post,ser assertivo é necessário seja na vida profissional ou pessoal.

  5. Rivail Mattos

    Olá Regina, sempre que vou tratar desse tema, não consigo dissociá-lo da força das palavras ditas, comparando com o poder da expressão facial, tom da voz e gestual. Um esforço de comunicação assertiva centrado apenas nas palavras produz pouco efeito, considerando que elas representam apenas 7% da força da nossa comunicação, não é mesmo?
    Outro aspecto que, a meu ver, guarda estreita relação é aprender a “ouvir na essência”, uma habilidade rara que amplia muito as chances de emitirmos comentários mais assertivos, baseados da compreensão correta das opiniões ou dos problemas das pessoas envolvidas e – por consequência – na atitude mais empática que esta audição qualificada possibilita.
    Gostei de “ouvir” o teu artigo!

    • Regina Giannetti Dias Pereira

      Reamente, Rivail, a escuta ativa em conjunto com a fala assertiva, envolvendo também o não-verbal, torna a nossa comunicação mais efetiva.

  6. Prezada Giannetti: mais um texto que vale o ‘pit stop’, nesta correria da internet.
    Levo a definição: assertividade é a habilidade de expressar-se de forma franca, direta, clara, serena e respeitosa.
    E quem é capaz de ser assertivo é porque tem ‘peito aberto’, é franco, se importa em dividir suas ideias e o faz com entusiasmo. Se não é, é provável que venha à se tornar um líder, que não pode se comportar de outro modo que não assertivamente. Penso que seja assim, querida professora, pela escola da vida. será que a academia mostraria diferente?
    Abraço forte, Edu

    • Regina Giannetti Dias Pereira

      O que apreendo da sua colocação, Eduardo, é que só podemos expressar o que somos.Nem daria para fazer diferente, né? Abraço

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s